em ,

Paz em Brasília, ao menos por enquanto + IBOV

O governo sentiu a pressão do mercado e desceu do palanque, atitude correta no momento. Ninguém ganhava com os atritos dos últimos dias, muito menos a população em geral. 

O governo mostrar interesse em medidas positivas é muito diferente de executá-las; o mercado tende à um voto de confiança, embora os agentes estejam, cada vez mais, impacientes. Precisamos de medidas estruturais reais, e isso não é nada fácil.

Partindo para o cenário técnico do mercado, estamos em uma região de possível resistência. O fluxo dos últimos dias, muito interessante, por sinal, foi comandado pelos “gringos”. Se eles voltaram para ficar é outro assunto, mas é inegável que essa injeção de capital coloca um fluxo no mercado.

Romper essa linha de tendência, ainda mais com confluência de outros fatores, especialmente uma retração da pernada de baixa, passa por uma melhora no mercado de risco(juros/dólar) e “dinheiro novo” no mercado. Sinceramente, com o cenário que vejo hoje, não será rompida sem uma correção.

Nosso índice é concentrado em Petr4, Vale3 e Bancos, para romper, esses papéis precisam andar em conjunto.

Contribuidor

Escrito por João Ascoli

Primeiro LoginPrimeira contribuiçãoPrimeiro ComentárioAutor

O QUE VOCÊ ACHOU?

Deixe um comentário