em

O que ficar de olho em JALL3 e SMTO3

Encerrado a safra 2023/2024 do setor sucroalcooleiro e após a divulgação dos resultados de Jalles Machado – JALL3 e São Martinho – SMTO3, separei aqui a posição de Hedge no açúcar realizada pelas duas empresas, politica de proteção adotada por ambas.

Jalles Machado

Hedge da Jalles para safra24/25 foi fechado em 86% da capacidade total, a um preço na média histórica de R$2.542 (R$/t).

No gráfico abaixo, é possível visualizar o Hedge em relação a cotação do açúcar considerando USD 5,50, que é aproximadamente USD 23,11 a saca de 50,8 kg.

A variação do dólar pouco impacta em suas receitas, pois 13,6% de sua receita é referente a exportação de açúcar orgânico, com um premio bem superior ao preço do açúcar.
100% de toda moagem é de cana própria.

São Martinho

O Hedge da SMTO para safra 24/25 foi fechado em 79,5% da capacidade total a um preço de USD 23,70, também indicado no gráfico abaixo.

Na equivalência em Reais, a USD 5,5 o preço de Hedge ficou em R$ 2.607. (Um volume por capacidade menor mas com preço melhor que do que a Jalles)

Já na São Martinho a variação do Dólar tem um impacto significativo em sua receita. 56,5% da receita é referente a exportação de açúcar, etanol e levedura.
66% de toda moagem é de cana própria.

Atenção ao preço do Etanol

O preço do Etanol vem se recuperando devido aumento de demanda, a Jalles em seu call de resultado, já sinalizou que a paridade com a gasolina vai precisar de mais ajustes, porque a demanda prevista já esta acima da capacidade produtiva no Brasil.

Dito isso, daqui para frente a cotação do açúcar pouco vai impactar nos resultados das duas empresas, o foco agora é no preço do Etanol, que já esta se recuperando desde Janeiro.

Atenção maior principalmente para a SMTO, que com este patamar do Dólar vai entregar uma forte geração de caixa nesta safra.

Iniciante Dedicado

Escrito por Ricardo Bizari

Primeiro LoginPrimeira contribuiçãoPrimeiro ComentárioLeitor

O QUE VOCÊ ACHOU?

Deixe um comentário

3 Comentários